27 fevereiro 2011

Nitendo Lança no Japão, o seu Portatil 3D

A Nintendo lançou neste sábado no Japão o tão esperado console 3DS, que permite a visualização de imagens tridimensionais sem necessidade de óculos, concretizando assim uma das apostas mais ambiciosas da empresa para conquistar o setor dos aparelhos portáteis.

PUBLICIDADE

No início da manhã local deste sábado, centenas de pessoas faziam fila em várias lojas de departamento de Tóquio, ansiosos para comprarem o 3DS, que a maioria deles já havia reservado pela internet desde 20 de janeiro, quando abriu o prazo de encomendas.


Ao preço de 25 mil ienes (US$ 305), as reservas online para o Nintendo 3DS chegaram a se esgotar em menos de duas horas em sites como Amazon e Rakuten. E, já ao meio-dia local deste sábado, era impossível encontrar um aparelho à venda nas lojas de eletrônica de Tóquio.


O lançamento no mercado japonês ocorre um mês antes de outros lugares. O dispositivo chegará no dia 25 de março à Europa e dois dias depois aos Estados Unidos.


O novo portátil da Nintendo pesa 230 gramas e vem com uma tela superior de 3,25 polegadas para imagens em 3D e uma inferior tátil de 3,02 polegadas, além de duas câmeras exteriores para imagens estereoscópicas.


Com uma função na lateral do aparelho, é possível desativar a função 3D, algo que a empresa recomenda fazer para usuários menores de seis anos de idade.

Através de conexão de internet sem fio, o novo portátil torna-se compatível com outras versões da DS, entre elas o DSi e o DSiLL, e com o Wii, e dispõe de um sistema de conexão automática, batizado de Street Pass, que permite a troca de informações entre usuários ao estilo das redes sociais.


O preço está acima de modelos como o Nintendo DSi e o Wii, que custam respectivamente 15 mil e 20 mil ienes (US$ 180 e US$ 245), mas a Nintendo acredita que o 3DS consolide seu domínio sobre outros dispositivos portáteis, como o PSP da Sony e os smartphones.


A companhia também procura recuperar o espaço de vendas perdido pelo DS e pelo Wii, dois produtos bem-sucedidos mas já antigos. Para finais de março, a Nintendo pretende que o 3DS atinja vendas globais de 4 milhões de unidades.


A antecessora Nintendo DS, lançada em 2004, tinha vendido mais de 130 milhões de unidades no mundo até dezembro de 2010.


Para o ano fiscal 2010, que termina em março de 2011, a fabricante de Kioto espera que as vendas de toda sua linha DS (inclusive a 3DS) sejam de mais de 23 milhões de unidades, frente aos 16 milhões de unidades do Wii.


Poucos jogos estão disponíveis por enquanto para o 3DS, entre os quais "Winning Eleven (Pro Evolution) Soccer" e "Super Street Fighter IV". No entanto, está previsto que o catálogo se amplie nos próximos meses.


Com sua novidade, a Nintendo procura ganhar terreno frente à grande rival Sony e à investida de dispositivos eletrônicos como o iPad e o iPhone da Apple, que não esconde sua intenção de competir diretamente com os dois gigantes japoneses pela liderança do mercado de games portáteis.


Em meio a esta concorrência, entre abril e dezembro de 2010 (primeiros nove meses do ano fiscal japonês), os lucros da Nintendo se reduziram 74%, algo que a empresa atribuiu à apreciação do iene e à queda das vendas durante alguns meses sem novidades.


Por isso, a companhia voltou suas atenções e expectativas ao mercado 3D, enquanto sua concorrente Sony aposta no lançamento - previsto para o fim do ano - daquele que será o sucessor do PSP, um novo console portátil batizado provisoriamente de Next Generation Portable (NGP).


Este dispositivo terá internet sem fio, tela Oled tátil de cinco polegadas, resolução quatro vezes maior que o antecessor e tecnologia 3G, que o permitirá estar permanentemente conectado a redes móveis. EFE

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião a respeito do post ou do blog ♥
Você pode comentar através do Facebook também! É rápido, simples e prático!